Pais, colaborem na educação dos seus filhos!

Tempo de leitura: 10 minutos

Kindermusik+Girl+learning+Glockenspiel+(1)

Os pais realizam uma função essencial no processo de cultivo dos talentos de seus filhos!

Diante desta realidade a responsabilidade dos pais só aumentam, não só na área musical, mas como em qualquer seguimento.

Uma criança não possui consciência necessária para se auto conduzir em um processo de aprendizado, então neste momento a inserção dos pais é de fundamental importância.

Muszkat diz que: “Até o primeiro ano de vida, as janelas dos sentidos da criança estão escancaradas, ou seja, estão abertas para absorver os conteúdos. A música desempenha uma respeitável fonte de estímulos, equilíbrio e felicidade para a criança”.

As circunstâncias vivenciadas pelas crianças no dia dia, podem conter conceitos musicais.

É claro que para isto, os pais precisam conhecer algumas noções básicas da música, como o som e suas características, o ritmo e a melodia.

Os conceitos musicais estão presentes na maioria das brincadeiras infantis, em todas as ações e comportamentos das crianças.

Brincadeiras de correr, pular, jogar, pintar, desenhar. Brincadeiras com bolas, balões, bambolês, dentre outras podem ser exploradas para que atinja tal finalidade.

Sei que as crianças desta geração atual não brincam mais de roda, que em outra época era diversão diária obrigatória, fazia parte do contexto infantil.

É quase uma utopia pensar em resgatar estes valores que foram perdidos no tempo, mas seria um resgate de uma obra prima, pois mesmo que o intuito não fosse de um aprendizado musical declarado, os conceitos da música estão totalmente implícitos.

Em uma brincadeira de roda por exemplo é desenvolvido:

  • O ritmo
  • A melodia
  • O som
  • A noção de conjunto
  • A improvisação
  • A criatividade
  • Etc…

Hoje, percebemos o quanto esta geração teve de ferramentas de desenvolvimento musical, algo que a geração atual não possui.

O que podemos fazer de concreto no mundo atual?

Enfrentamos uma inversão cultural infantil bastante avassaladora, quase que destrutiva.

Apesar de tudo, uma criança não deixa de ser criança mesmo com as circunstâncias desfavoráveis.

Sabemos que nossa luta não será fácil neste confronto, mas um dos nossos propósitos é colaborar para que os pais possam ter ferramentas para fazerem suas partes.

A Musicalidade é uma  inclinação do sujeito para a música!

Quanto maior a musicalidade, mais rápido será seu desenvolvimento. Costuma  revelar-se na infância e independe de formação acadêmica.

Os pais podem ser instrumentos positivos neste processo, não como educador musical, mas como apontador de ferramentas que podem colaborar no processo.

COLABORE NA FORMAÇÃO DOS SEUS FILHOS

Quando aplicamos um processo de musicalização em nossos filhos de forma responsável e eficaz, consequentemente alcançamos vários benefícios para os mesmos.

É bem verdade, que a grande maioria dos pais não estão nem um pouco preocupados com esta possibilidade:

  1. Primeiro porque desconhecem
  2. Segundo porque não valorizam e,
  3. Terceiro porque estão focados em outras situações.

O resultado desta falta de percepção na educação dos filhos, é bastante comprometedor, pois os mesmos estão cada vez mais mergulhados em rotinas que não os levam a lugar nenhum.

Infelizmente a maior parte dos pais delegam à escola a educação dos filhos, e isso pode ser um erro crasso.

A escola deve ser encarada apenas como um complemento da educação dos nossos filhos, e não como a detentora da formação das crianças.

A maior e melhor formação deve partir de casa, com o auxílio efusivo dos pais.

Sei que no Brasil este cenário não é muito aceito e muito menos divulgado.

Será por que?

Com certeza, um dos motivos é que a escola é uma das formas de alienar e formar opiniões na mentalidade das crianças.

Quer uma prova do que estou abordando, observe como tem sido a educação brasileira, os resultados dos concursos, observe como estão as escolas públicas hoje!

A situação está cada vez mais caótica.

Diante deste cenário terrível, você que é pai ou mãe tem condições de propiciar ao seus filhos uma educação de qualidade, e a música é uma grande aliada neste processo.

Você quer que seus filhos cresçam alienados e deslocados da realidade?

É claro que não.

Então, tome uma atitude e colabore na formação dos seus filhos!

Não deixe a escola e a sociedade moldá-los da forma que eles querem!

Veja alguns dos objetivos didáticos que podemos alcançar com as atividades musicais propostas para crianças de 0 a 3 anos:

  • Descobrir o seu próprio corpo e o espaço ao seu redor;
  • Experimentar o seu ambiente sonoro;
  • Desfrutar da música através de um atraente repertório de músicas;
  • Reconhecer o som de alguns instrumentos;
  • Aprender a cantar um repertório básico e simples;
  • Familiarizar-se com a linguagem musical através de suas próprias experiências musicais;
  • Começar a ouvir um repertório clássico;
  • Desfrutar de música através de audições musicais divertidas;
  • Desenvolver habilidades relacionadas à psicomotricidade;
  • Favorecer o desenvolvimento intelectual da criança;

COMO EDUCAR UMA CRIANÇA PARA A MÚSICA?

  • Todos nós nascemos com talentos, alguns mais outros menos.
  • Os pais evidentemente exercem uma função fundamental neste processo.
  • Obviamente, nem todas as crianças que apresentam maior interesse pela música serão prodígios musicais.
  • Existem formas simples para estimular ainda mais o interesse de uma criança.
  • Instigar o gosto pela música em uma criança é mais fácil do que você pensa.

Elaboramos algumas dicas para iniciar este processo: 

1-Cante com a criança:  Mesmo você não sendo um exímio cantor(a) esta ação é de suma importância, pois para a criança você está contribuindo para a sua formação melódica, pois seu cérebro está absorvendo isto. Até mesmo no útero de uma mãe a criança pode ouvir e captar os sons produzidos pela voz.

2-Coloque CD’s de música para ela escutar: A mídia não contribui muito para esta questão, mas posso lhe indicar uma coleção incrível para esta tarefa: Coleção Baby Einstein, dentre outros que existem. Este é um exercício fácil de se executar, e pode ser realizado diariamente até mesmo quando a criança está brincando. Mesmo que ela não esteja atenta à música, o seu cérebro está formatando as informações geradas pelo som.

3-Dê a elas instrumentos de brinquedo: Existe vários instrumentos infantis que a criança pode ter contato, mesmo não sendo um som profissional, o mais importante aqui é o contato com o instrumento. Alguns instrumentos de percussão infantil como o Xilofone, o Metalofone, o Caixi, etc… são ótimos para este trabalho.

4-Leve-as em apresentações musicais: Concertos, recitais, musicais,  apresentações de Orquestra, Corais, Bandas, dentre outras. Este é um universo que não pode faltar para a formação musical da criança, mesmo que em 20 minutos de apresentação ela canse, já foi produtivo. Aos poucos ela vai se acostumando com o ambiente, com o som e o seu tempo de escuta só irá aumentar.

Neste processo de educar uma criança para a música, você precisará estimular: a imaginação, a criatividade e a inteligência musical.

Então, saiba distinguir aquilo que é viável ou não para este processo, não deixe ela ouvir qualquer música imposta pela mídia.

Existe alguns caminhos relevantes neste meio, só que é preciso pesquisar e saber pesquisar!

Qual a concorrência para Musicalizar seus filhos? 

Já apontei que para acontecer um trabalho de musicalização com crianças, sejam elas, filhos, sobrinhos, ou outros, é preciso uma colaboração efetiva dos pais no processo.

É de suma importância também que os mesmos brinquem de música com as crianças. 

Tudo isto contribui positivamente nos resultados vindouros.  Mas, o maior obstáculo enfrentado neste percurso é a concorrência execrável que a mídia vomita na mente das nossas crianças. É tão nefasto que dá até nojo.

É uma competição predatória, quase que avassaladora esta com a mídia e suas imundícies.

As crianças não possuem referências musicais, por isso se apegam aos modismos evanescentes, que vem e vão com alta frequência.

Esta realidade tem influenciado diretamente no comportamento,  na postura e na educação das crianças.

Este tipo de música que a mídia propaga tem castrado a criatividade e imaginação destas pobres inocentes, que estão juntamente com seus pais presas a este sistema subversivo.

De quem é a culpa? Dos pais, da escola, do governo?  

Na verdade, se formos investigar este problema, encontraremos muitas respostas e muitos culpados, inclusive nós mesmos.

A questão não é achar culpados, mas sim oferecer soluções para que pelo menos amenize esta situação.

Caso seu filho(a) tenha aprendido alguma destas músicas na escola  ou até mesmo pela televisão, não o repreenda e nem o critique por isto, pois isto é passageiro.

Ao invés de repreendê-lo ou criticá-lo apresente soluções para substituir:

Ensine músicas que contenham valores! Aos poucos eles vão acostumando com a ideia.

Sempre fiz isto e sempre deu certo, nunca tive problemas com esta questão com meus filhos.

Se você fizer sua parte bem feita ela vencerá a concorrência midiática.

É claro que continuo desenvolvendo este processo com meus filhos, mas em um outro patamar.

Como assim?

Quero dizer que já os preparei para a música e como resultado: hoje, eles sabem separar o joio do trigo sozinhos sem minha inserção.  Agora evidentemente que é preciso continuar neste mesmo caminho.

Meus filhos, além de estudarem em suas escolas normais, aprendem e estudam instrumentos musicais, não como um hobby apenas, mas como algo que faz parte de suas vidas, independentemente se eles um dia se tornarão músicos profissionais ou não, vai depender deles, procuro não interferir nesta escolha.

Não aprendemos música para sermos profissionais da música, é como você quando aprende um novo idioma, isto não quer dizer que irá se mudar para o país deste idioma ou será professor deste curso.

Aprendemos música para melhorarmos nossa cultura, para desenvolver aspectos cognitivos, abstratos e imaginativos, dentre outras possibilidades.

BAIXE O E-BOOK:  5 DICAS PRECIOSAS PARA MUSICALIZAR SEUS FILHOS EM CASA! 

Banner

Acompanhe nosso trabalho, que visa lhe fornecer conteúdos relevantes para a sua formação musical:

  • Curta nossa página no FACEBOOK!                                                                                                            
  • Inscreva-se no nosso canal no YOU TUBE!
  • Siga nosso INSTAGRAN!
  • Comente o que você achou deste post ou do nosso blog!

Um Grande Abraço!

Leonardo Júnior 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *