A Estimulação Musical Precoce

Tempo de leitura: 10 minutos

Mixed race mother and baby boy making music

Uma pergunta recorrente que muitos pais fazem é:

Quando colocar uma criança para aprender música?

Eu, sempre respondo que: “Quanto mais cedo melhor e, se inciar na barriga da mãe, melhor ainda!

Ao contrário do que alguns psicólogos, neuropediatras e, “educadores” dizem, (principalmente no Brasil), o estímulo precoce tem o objetivo de desenvolver as potencialidades das crianças.

Essa ação não prejudica o desenvolvimento da criança, muito pelo contrário, você está dando ao seu filho(a), condições para que ele(a) seja uma criança e, um futuro adulto mais capacitado.

Recentemente, li um artigo, mencionando que a educação tem que ser transmitida pela escola e, que os pais não podem antecipar esta formação das crianças.

Isso é ridículo, me deu vontade de rir“.

Dou aula em escolas há vários anos, por isso sei como funciona esse processo, sei como as crianças chegam na escola e, sei o que uma escola pode oferecer a uma criança.

É impossível a escola atender as individualidades, é impossível!!!

Você acha que a escola, os professores, conseguem sanar todas as particularidades, todos os problemas? Isso, não é possível!

As crianças são heterogêneas!

Cada uma vem de uma cultura, com suas histórias, suas lacunas e, realidades diferentes. Infelizmente, não podemos mudar facilmente esta dura realidade.

Minha crítica não é para a escola em si, muito menos para os professores, pois também sou um deles.

Os problemas são muito maiores e, são muito difíceis de serem resolvidos.

Os problemas resultam de um sistema educacional deteriorado e, principalmente da grande maioria dos pais, que erroneamente delegam à escola a missão de: educar os seus filhos.

A melhor educação é a precoce, iniciada em casa, pelos pais.     

A escola é apenas a extensão de casa!

As crianças que são bem estimuladas pelos pais, chegam na escola muito mais preparadas do que as demais.

Seus cérebros se tornam mais adaptados às diversas situações e, como consequência conseguirão sobreviver com mais êxito às adversidades.

Os bebês nascem aptos e receptivos ao conhecimento e, cabe aos pais estimula-los às diversas potencialidades e, é claro que de forma adequada, coerente e divertida.

Nós, seres humanos somos muito dependentes dos nossos pais desde que nascemos.

O vínculo afetivo é essencial para que um aprendizado seja mais abrangente e eficaz.

A estimulação musical precoce, dará as crianças uma maior capacidade de aprendizagem, proporcionando lhes vários benefícios, que ajudarão muito em seus diversos desafios.

Este ato potencializa suas vidas e, propicia uma gama saudável de experiências e oportunidades.

Todos os dias, o mundo está se enchendo cada vez mais de barulhos, que ameaçam a saúde auditiva,
mental e emocional do ser humano.

E, para piorar, os pais esquecem que os filhos precisam de estímulos benéficos, para aumentar suas habilidades intelectuais e, o que é ainda mais importante, suas capacidades emocionais.

Quando e como estimular musicalmente uma criança?

Se os pais tomarem a decisão de estimular musicalmente seus filhos, é preciso realizar este processo o quanto antes, “quanto mais cedo, melhor”!

Alguns especialistas pregam que, a flexibilidade do cérebro vai diminuindo com a idade. Desde o nascimento até os 3 anos de idade, o desenvolvimento neuronal dos bebês alcança seu nível máximo.

A partir dos 3 anos, esse processo começa a diminuir até sua eliminação total, que é aos 6 anos de idade.

Meu Deus, meu filho(a) tem mais de 6 anos, então ele(a) não pode evoluir?

CALMA!!!

É claro que crianças acima dos 6 anos de idade, continuarão aprendendo!

Mas, não no mesmo ritmo e, com todo o potencial de antes. Infelizmente, isso é um fato!

ENTÃO, QUEM PASSOU DESTA IDADE NÃO PODE APRENDER MAIS NADA?

O que verdadeiramente acontece é que, o caminho para quem ultrapassou essa idade se torna mais longínquo e íngreme.

Pode aprender? É claro que sim, mas é preciso entender que a realidade é outra.

Historicamente, muitas pessoas resilientes conseguem vencer vários obstáculos na vida e, só vencem porque são conscientes de suas limitações e são MUITO determinadas.

O meu objetivo com este projeto é proporcionar a você mãe, ou pai, ferramentas para colaborar na formação e educação do seu filho(a) através da música!

Estimule musicalmente seus filhos através de jogos, exercícios, técnicas, e de outros recursos que tem a finalidade de desenvolver as funções do cerebrais deles.

New-Arrival-5pcs-Educational-font-b-Baby-b-font-Kids-Roll-font-b-Drum-b-font

É preciso entender que:

  • Cada criança tem o seu tempo e temperamento …
  • Não estamos falando de robôs, mas de seres humanos.
  • É necessário que se motive os potenciais de cada criança e, a partir daí você vai conhecendo as necessidades dela e, vai aplicando as atividades conforme essas necessidades!

Dois pontos são cruciais para se entender quais são os benefícios que as crianças podem obter:

  • O PRIMEIRO é a genética, ou seja, nós trazemos muitas influências dos nossos pais e antepassados, que podem ser trabalhadas.
  • E, a SEGUNDA é o ambiente, que precisa ser muito favorável para o desenvolvimento de qualquer aprendizado.

Se você conseguir trabalhar esses dois pontos, aliado a um processo de estimulação musical, com certeza, seu filho(a) terá muitos benefícios.

Acredite! Muitos benefícios!!!

Seria de grande valia se:

Os pais percebessem a importância da estimulação musical nos primeiros anos de vida“.

A estimulação musical, é uma maneira agradável e divertida para inserir as crianças no maravilhoso mundo da música.

Devemos lembrar que todas as crianças são musicais …

Se uma criança tem uma experiência positiva e interativa com música precocemente, ela poderá manter suas habilidades por toda a sua vida.

Pelo contrário, se uma criança tem pouca experiência com música em tenra idade, pode ser tarde quando chegar aos nove anos de idade.

“A primeira infância influenciará seu potencial e musicalidade pelo resto de sua vida!” (Levinowtiz, 2003).

Precisamos cuidar do ambiente musical das crianças!

  • Prestar atenção no tipo de música que ouvimos em casa!
  • Que música ouvimos quando estamos comemos?
  • O que nos motiva a ouvir as músicas que ouvimos?

Para estimular as crianças através da música, é necessário que você participe de diversas atividades com músicas variadas.

Dar às crianças a oportunidade de cantar, bater palmas, se movimentar, dançar e tocar instrumentos, etc…

Faça da música uma rotina para a família!

  • Cante enquanto toma banho ou troca de fraldas, nomeando as partes do seu corpo.
  • Enquanto ouve uma música, mova as pernas, os braços, os dedos das crianças seguindo o pulso ou o ritmo da música..
  • Coloque músicas que convidem a se mover e dançar livremente ou em círculos com as crianças nos braços.
  • Ouça música enquanto ele(a) come!
  • Cante ou cantarole melodias simples, sem dizer palavras.
  • Cante com ele(a) à noite, acompanhado por uma melodia calma e suave.
  • Tenha um conjunto de instrumentos de percussão ou utensílios de cozinha, que serão usados no momento de “fazer música”.
  • Bata palmas com um pulso constante que acompanha uma música.

As atividades musicais devem ser realizadas preferencialmente no mesmo local da casa, na mesma hora do dia e devem ser repetidas várias vezes até que as crianças entendam a atividade e aprendam o processo.

Segundo Ana Lúcia Frega, doutora em Ciências Humanas e Artes: “Ouvir música ou executá-la, ajuda a criança a:

  • Melhorar o sistema auditivo;
  • Facilitar a expressão, sentimentos e idéias;
  • Ajuda no desenvolvimento da memória;
  • Melhora as habilidades motoras, artísticas e criativas;
  • Favorece a integração sociocultural;
  • Expande e aprimora as possibilidades linguísticas.

Começar a trabalhar com crianças desde os 0 anos com música, é totalmente possível, além de ajudar, a melhorar o relacionamento entre pais e filhos.

Os pais precisam perceber a importância da estimulação musical nos primeiros anos de vida.

56

O estímulo musical, longe de ser um meio para ensinar conceitos musicais para os filhos, constitui uma forma agradável e divertida para aproximar os pequenos para o maravilhoso mundo da música.

Devemos lembrar que todas as crianças são musicais!

Se uma criança tem uma experiência positiva e interativa com a música na primeira infância, ela irá adquirir habilidades musicais para o resto de suas vidas.

Pelo contrário, se uma criança tem pouca experiência com a música desde a tenra idade, pode chegar aos nove anos de idade, com poucos potenciais desenvolvidos.

Por esse motivo, os pais precisam inserir seus filhos no universo musical!

Precisamos cuidar do ambiente musical das crianças, prestando atenção ao tipo de música que ouvimos em casa!

Os pais necessitam estimular os filhos através música, proporcionando atividades diversas e divertidas com músicas variadas, músicas cantadas, bater palmas, mover, dançar e tocar instrumentos de percussão em um ambiente livre de pressão.

Em casa, podemos:

  • Cantar enquanto se dá banho ou se muda fralda, nomeando as partes do seu corpo.
  • Brincar com as músicas: movimentando as pernas das crianças, seguindo o pulso ou ritmo da música.
  • Colocar músicas que convida a se mover e dançar livremente ou em círculos.
  • Ouvir músicas calmas, enquanto o bebê se alimenta;
  • Cantar melodias simples, sem dizer palavras;
  • Cantar enquanto o bebê dorme, uma melodia calma;
  • Ter um conjunto de instrumentos de percussão ou um conjunto de utensílios de cozinha, que
    será usado no momento de “fazer música”.
  • Bater palmas com um pulso constante uma canção.
  • As atividades musicais devem ser realizadas de preferência no mesmo local da casa, na mesma hora do dia e, deve ser repetida várias vezes até os bebês entenderem a atividade e aprender a música.
  • Você pode usar músicas infantis escolhidas antecipadamente, de Mozart, Beethoven, “O Carnaval dos Animais” Saint-Saënz, “O Quebra-Nozes” de Tchaikovski, entre outros.

Sem dúvida, pode-se dizer que a música é um elemento fundamental para alcançar o equilíbrio emocional, intelectual, sensorial e motor.

É muito importante mencionar que existem muitas alternativas que os pais podem conceber ao criar e implementar estratégias para introduzir a música na vida dos filhos.

Pois, a música é um recurso ativo para estimular, atrair atenção, facilitar a participação e, é claro, elevar o nível do trabalho criativo e imaginário das crianças.

 

BAIXE O E-BOOK:  5 DICAS PRECIOSAS PARA MUSICALIZAR SEUS FILHOS EM CASA! 

Banner

Acompanhe nosso trabalho, que visa lhe fornecer conteúdos relevantes para a sua formação musical:

  • Curta nossa página no FACEBOOK!                                                                                                            
  • Inscreva-se no nosso canal no YOU TUBE!
  • Siga nosso INSTAGRAN!
  • Comente o que você achou deste post ou do nosso blog!

Um Grande Abraço!

Leonardo Júnior 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *